Rádio Santa Cruz - FM

NOTÍCIAS DO DIA


DNIT diz que não é responsável pela BR 352, mas deputado contesta

19/02/2021

Há 0 comentários para essa notícia.

Highslide JS

Em sua viagem a Brasília na próxima semana, o prefeito Elias Diniz vai colocar na bagagem a enorme insatisfação da população de Pará de Minas em relação ao péssimo estado de conservação do trecho urbano da BR 352, que vai do bairro Cores de Minas até a entrada do Santos Dumont.

Cheia de buracos a pista já provocou dois acidentes graves no início deste ano e só não houve mais tragédias porque os motoristas estão transitando em baixa velocidade, além de ter redobrado a atenção para se desviar dos buracos.

O risco de acidentes diminuiu nesses últimos dias porque o DEER conseguiu um caminhão de asfalto para a operação tapa buracos. Mas como as chuvas não estão dando trégua e o tráfego é intenso na BR, em pouco tempo os buracos serão reabertos, repetindo situações de grande perigo.

Diante dessa realidade, populares se juntaram às autoridades pleiteando solução definitiva. Na semana que vem o prefeito Elias Diniz vai pedir ao Ministério de Infraestrutura a municipalização do trecho. Se isso acontecer, a prefeitura estará legalmente amparada para fazer a conservação da pista.

Mas enquanto isso não acontece, as crateras da 352 continuam na mira das reclamações. Na Câmara Municipal o vereador Leandro Vieira, o Leo do Depósito, informou que tem recebido muitas manifestações de protesto. A título de exemplo ele citou esta caso:

O vereador Cleber Gonçalves já sentiu no bolso o peso da má conservação, quando o carro dele apresentou problemas depois da travessia perigosa. Mas a preocupação com as vidas é bem maior que os prejuízos financeiros:

Os moradores do bairro Santos Dumont são as maiores testemunhas dos riscos que a BR 352 oferece aos motoristas. São tantos acidentes que eles até criaram um movimento que recebeu o nome de “Amo Pará de Minas”. 
Esse movimento tem se encarregado de pedir espaço na imprensa para manifestar repúdio sobre a falta de conservação da estrada.

Numa das aparições, o grupo acabou recebendo uma resposta surpreendente do DNIT – o órgão não se considera responsável pelo trecho. 
O comunicado chegou às mãos de Sávio Martins Rosa, morador do Santos Dumont e integrante do “Amo Pará de Minas”:

Mas a versão de que o DNIT não é o responsável pela conservação da rodovia não é aceita pelas autoridades, muito menos pelo DEER que só cuida das estradas mineiras. 
O deputado federal Newton Cardoso Júnior, filho do ex-governador Newton Cardoso, conversou com o Jornal da Manhã a respeito.

Em visita a Pará de Minas, ele disse que o péssimo estado de conservação daquela malha viária é um desrespeito aos cidadãos. 
Newton Júnior conhece bem o trecho, já que a família tem fazenda na região, e diz que não há dúvida alguma sobre a responsabilidade do DNIT:

A expectativa agora se volta para a solução definitiva do problema que, a cada ano, vai crescendo e contabilizando acidentes e vítimas fatais.

Fotos: Amilton Maciel/Rádio Santa Cruz FM




Clique nas fotos para ampliar


Veja também



 1 2 3 4 5 6 7 8 Fim


RECEBA NOVIDADES

Cadastre-se e Receba no seu email as últimas novidades do mundo contábil.

Siga-nos

© Copyright - 2018 - Todos os direitos reservados - Atualizações Rádio Santa Cruz FM. Desenvolvido por:Agência Treis