Rádio Santa Cruz - FM

NOTÍCIAS DO DIA


Nome das fazendinhas de recuperação está sendo usado indevidamente para venda de mercadoria ilegal

12/07/2021

Há 0 comentários para essa notícia.

Highslide JS

As comunidades terapêuticas de Pará de Minhas, também conhecidas como fazendinhas de recuperação, têm vivido um período de turbulência, por causa da pandemia.

Com as medidas preventivas, a admissão de internos foi limitada, reduzindo drasticamente o número de pessoas atendidas pelas entidades. 

No caso da Fazendinha Divina Misericórdia, que é mantida pela Associação de Recuperação Resgate e Amor à Vida, o número caiu de 60 para 15 internos. E caiu a arrecadação destas entidades, que continuam arcando com toda a estrutura montada para o atendimento.

O presidente da Fazendinha Divina Misericórdia, Fernando Lúcio da Silva, informou que sua despesa mensal fica em torno de R$20 mil, dinheiro que está ficando difícil de levantar, devido à baixa nos atendimentos e à crise econômica.

Não bastasse esta preocupação, Fernando informou que tem gente usando o nome da entidade para ganhar dinheiro com a venda de produtos. E ele alerta a população esclarecendo que a fazendinha não realiza ações como esta. 

Fernando esclareceu que a manutenção da fazendinha é feita através da colaboração dos familiares dos internos e de doações da comunidade. 

A Casa Divina Misericórdia tem sede na Fazenda Capão Grosso, comunidade de Guardas, há 5 km de Pará de Minas. Informações pelo telefone 3236 1720. 

Foto: Amilton Maciel/Rádio Santa Cruz FM



Há 0 comentários. Comente essa notícia.


Veja também



 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Fim




Seja o primeiro a comentar

RECEBA NOVIDADES

Cadastre-se e Receba no seu email as últimas novidades do mundo contábil.

Siga-nos

© Copyright - 2018 - Todos os direitos reservados - Atualizações Rádio Santa Cruz FM. Desenvolvido por:Agência Treis