Rádio Santa Cruz - FM

NOTÍCIAS DO DIA


Prefeitura altera protocolo de volta às aulas, mas o transporte escolar continua sem solução

20/07/2021

Há 0 comentários para essa notícia.

Highslide JS

As novas orientações do governo estadual sobre o retorno das aulas presenciais levaram a Prefeitura de Pará de Minas a fazer várias adequações no protocolo que vai reger as normas sanitárias nos estabelecimentos de ensino. O novo documento prevê comportamentos para todos os acontecimentos, visando providências rápidas e atitudes que tragam resultados eficazes.

No entanto, o principal papel do protocolo será a normatização das ações durante o período de aulas presenciais. 
Nas escolas, por exemplo, a qualquer caso suspeito de gripe ou de covid a pessoa será afastada do ambiente e isso vale para alunos, professores e qualquer outro profissional.

O protocolo exige rigor no distanciamento social e como cada estabelecimento tem estrutura física diferente, caberá à direção fazer todas as adequações que vão desde a distribuição especial das cadeiras em salas de aula, até o sistema de ventilação. Também caberá às escolas fazer o controle de entrada e saída dos alunos, alinhar os intervalos das aulas para evitar aglomerações e manter produtos que possam favorecer a higienização frequente, caso do álcool, toalhas de papel e outros objetos.

Os cuidados com a máscara serão permanentes, sendo que no ambiente escolar essa proteção facial terá que ser trocada a cada três horas. O estabelecimento de ensino é quem deverá bancar o custeio. O protocolo sanitário ainda traz instruções importantes para as creches, onde as crianças são menores e por isso mesmo precisam de mais proteção. Áreas comuns, assim como os brinquedos e demais utensílios precisarão de doses extras de higienização.

A recomendação, inclusive, é para utilização de descartáveis – no caso, pratos, talheres e copos. A qualquer sinal de mais de um caso de covid, ainda mais quando a pessoa teve contato com outras, as atividades serão suspensas por duas semanas. O manual de recomendações também traz instruções para o transporte escolar que só poderá circular com 30% da capacidade de ocupação dos veículos.

Esse índice pode subir nos casos em que for instalada barreira acrílica entre as fileiras, chegando a 50%. Os donos das vans alegam que terão prejuízos e já discutem com a prefeitura a possibilidade de mudanças no protocolo. Como a Procuradoria Jurídica já manifestou que está estudando o assunto, por ser que o protocolo venha a receber outras mudanças nos próximos dias.

Foto: Prefeitura de Pará de Minas/Divulgação



Há 0 comentários. Comente essa notícia.


Veja também



 1 2 3 4 5 6 7 Fim




Seja o primeiro a comentar

RECEBA NOVIDADES

Cadastre-se e Receba no seu email as últimas novidades do mundo contábil.

Siga-nos

© Copyright - 2018 - Todos os direitos reservados - Atualizações Rádio Santa Cruz FM. Desenvolvido por:Agência Treis