Rádio Santa Cruz - FM

NOTÍCIAS DO DIA


Impacto dos preços dos medicamentos no orçamento assusta consumidores

09/09/2021

Há 0 comentários para essa notícia.

Highslide JS

Não bastasse o preço dos combustíveis e dos alimentos nas alturas, o consumidor ainda está sendo obrigado a conviver com o encarecimento dos remédios. As reclamações são gerais nas farmácias e drogarias da cidade.

Mesmo com a pandemia, os preços dos remédios tiveram reajuste de até 10% e foram autorizados pelo governo por meio da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos, órgão ligado à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O aumento é o maior desde 2016 e está acima da inflação do país. A justificativa da Anvisa é que muitos medicamentos são compostos de sais importados, o que pressiona os preços para cima.

A redação do Jornal da Manhã tem recebido manifestações de vários consumidores. Muitos reclamam que não estão conseguindo manter a medicação contínua porque ela engole boa parte da renda familiar.

A dona de casa A.J.R., de 58 anos, disse que faz uso de medicamentos para hipertensão, colesterol alto e depressão. Como ainda não conseguiu se aposentar, está gastando um terço da renda só com a farmácia.

Já o aposentado S.V.F, de 65 anos, está gastando R$400,00 por mês. Outro protesto veio de M.O.S., de 56 anos. Sua conta mensal de farmácia está ficando em R$250,00.

Como os consumidores não podem ficar sem os remédios o Procon recomenda pesquisas contínuas de preços. O órgão também sugere que eles tentem o cadastramento da Farmácia Popular e no serviço de saúde do município.

Foto Ilustrativa: pixabay.com



Há 0 comentários. Comente essa notícia.


Veja também



 1 2 3 4 5 6 7 8 Fim




Seja o primeiro a comentar

RECEBA NOVIDADES

Cadastre-se e Receba no seu email as últimas novidades do mundo contábil.

Siga-nos

© Copyright - 2018 - Todos os direitos reservados - Atualizações Rádio Santa Cruz FM. Desenvolvido por:Agência Treis