Rádio Santa Cruz - FM

NOTÍCIAS DO DIA


Governo quer suspensão e Cemig explica porque não pode abrir mão da cobrança extra na conta de luz

14/01/2022

Há 0 comentários para essa notícia.

Highslide JS

A Cemig se posicionou sobre a cobrança extra na conta de luz, a chamada bandeira tarifária de escassez hídrica. Em nota encaminhada ao Jornal da Manhã, a companhia afirmou que as bandeiras tarifárias que incidem nas contas de energia dos brasileiros são definidas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Elas valem para todo o território nacional, sendo o mesmo valor aplicado a todos os consumidores no país. 
Ainda no comunicado, a Cemig informou que, mesmo com o grande volume de chuvas dos últimos dias, importantes reservatórios não tiveram acréscimos expressivos de água. 

Ela citou o subsistema Sudeste/Centro-Oeste, cujo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) registrou, no último dia 11 de janeiro, 33,56% da capacidade. Também mencionou a Usina Nova Ponte, no Triângulo Mineiro, que apresentava, na mesma data, 22,17% de armazenamento, e a Usina Emborcação, também no Triângulo, que registrou 26,56% de ocupação do seu volume útil.   

O posicionamento da Cemig acontece após uma onda de protestos de cidadãos mineiros, especialmente em Pará de Minas, para a suspensão da bandeira tarifária de escassez hídrica. As queixas se dão em virtude das fortes chuvas que caíram e elevaram o volume de água das represas e rios que banham a região Centro-Oeste.

A bandeira de escassez hídrica está em vigência desde setembro do ano passado para custear as despesas excepcionais do acionamento de usinas térmicas e da importação de energia. Ela foi criada diante da falta de chuvas em boa parte do país, influenciando diretamente na geração de energia elétrica.

Desta forma, a cobrança da bandeira escassez hídrica é de R$ 14,20 a cada 100 quilowatt-hora consumidos, o que pesa no bolso do consumidor.   Segundo o Ministério de Minas e Energia, essa classificação ficará em vigor até abril, mesmo após as chuvas. Contudo, o governador de Minas Gerais, Romeu Zema, publicou em seus perfis nas redes sociais, que pediu à pasta a suspensão da taxa extra na conta de luz para todo o Estado, alegando que o mineiro não pode ser penalizado. 

Foto Ilustrativa: Cemig/Reprodução



Há 0 comentários. Comente essa notícia.


Veja também



 1 2 3 4 5 6 Fim




Seja o primeiro a comentar

RECEBA NOVIDADES

Cadastre-se e Receba no seu email as últimas novidades do mundo contábil.

Siga-nos

© Copyright - 2018 - Todos os direitos reservados - Atualizações Rádio Santa Cruz FM. Desenvolvido por:Agência Treis