Rádio Santa Cruz - FM

PARÁ DE MINAS EM DESTAQUE


Enquadramento diferenciado dos municípios no Minas Consciente é difícil de ser entendido por populares

24/08/2020

Há 0 comentários para essa notícia.

Highslide JS

Nunca um programa estadual foi tão citado pela população quanto o Minas Consciente. Lançado na pandemia da Covid-19, ele orienta a retomada gradual e segura das atividades econômicas nos municípios mineiros.

Baseado em informações sobre a incidência de contaminação pelo novo coronavírus, o programa é dividido em três faixas: onda vermelha, considerada a fase mais aguda de infecção, onda amarela, que é a fase intermediária, e onda verde, quando os serviços não essenciais com alto risco de contágio são autorizados a funcionar.

No entanto, apesar da popularidade do nome, ainda há muitas dúvidas sobre as instruções do Minas Consciente como, por exemplo, o motivo pelo qual municípios vizinhos são encaixados em ondas diferentes mesmo com proximidade territorial. Esse assunto foi destaque em nova entrevista coletiva da Secretaria de Estado de Saúde, sendo abordado pelo chefe de gabinete da secretaria, João Pinho. 

Para avaliar a onda de cada região, a Secretaria de Saúde se baseia em indicadores como taxa de incidência de Covid-19, taxa de ocupação de leitos UTI, leitos por 100 mil habitantes e porcentagem de aumento da positividade de exames RT-PCR. O objetivo é que as regiões avancem na classificação das ondas, mas pode haver regressão de qualquer região a qualquer momento, caso os dados apresentem risco à população. 

Foto: Reprodução/ Facebook





Veja também



Início  213 214 215 216 217 218 219 220 221 222 223 Fim




Seja o primeiro a comentar

RECEBA NOVIDADES

Cadastre-se e Receba no seu email as últimas novidades do mundo contábil.

Siga-nos

© Copyright - 2018 - Todos os direitos reservados - Atualizações Rádio Santa Cruz FM. Desenvolvido por:Agência Treis