Rádio Santa Cruz - FM

PARÁ DE MINAS EM DESTAQUE


Triste realidade: mães profissionalizam crianças em furtos no comércio lojista

15/06/2021

Há 0 comentários para essa notícia.

Highslide JS

Ao contrário do que muitos imaginam, a pandemia não provocou uma disparada no número de furtos nas lojas especializadas em produtos de beleza em Pará de Minas, mas isso não significa dizer que eles deixaram de acontecer.

Uma pesquisa realizada pelo Jornal da Manhã junto ao setor mostra que os furtos do dia a dia continuam e na grande maioria não são praticados por falta de dinheiro, ou seja, o desemprego e o alto custo de vida não têm relação direta com esse comportamento.

Geralmente as pessoas que fazem isso agem há vários anos e com o passar do tempo vão se especializando. Agora, o fato que mais tem chamado atenção de comerciantes da área é a profissionalização de crianças no mundo do crime.

Cerca de 95% dos furtos cometidos no comércio de cosméticos e produtos para tratamento dos cabelos são praticados por mulheres. No passado, muitas delas agiam ao lado de amigas.

Atualmente a presença de crianças em cena vem crescendo bastante, comprometendo seriamente a educação familiar. Em boa parte das lojas, os menores que ajudam as mães a roubar mercadorias têm idade entre 4 e 8 anos. 

Muitos já estão bem treinados e conseguem transportar uma mercadoria da prateleira para a bolsa em poucos segundos. Entre os depoimentos ouvidos pela nossa reportagem está o da vendedora Letícia Lopes Martins, que trabalha em uma loja no centro da cidade e tem testemunhado situações deploráveis.

Muito triste com essa realidade, Letícia contou ao JM como é o comportamento dessas crianças:

As câmeras de segurança que monitoram o dia a dia do comércio mostram que as mulheres que furtam no comércio costumam agir a cada duas semanas. E geralmente têm comportamento bem diferente do consumidor honesto:

Outro fato que chama atenção na sequência de furtos é a preferência pelos artigos de primeira. Raras são as vezes em que o alvo é popular e tem baixo preço:

Nos supermercados a maioria dos furtos também é de produtos de primeira linha: carnes nobres, bebidas, embutidos, castanhas e chocolates. A diferença é que nesse segmento a maior parte dos fora da lei são homens.




Veja também



 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 Fim




Seja o primeiro a comentar

RECEBA NOVIDADES

Cadastre-se e Receba no seu email as últimas novidades do mundo contábil.

Siga-nos

© Copyright - 2018 - Todos os direitos reservados - Atualizações Rádio Santa Cruz FM. Desenvolvido por:Agência Treis