Rádio Santa Cruz - FM

PARÁ DE MINAS EM DESTAQUE


Grupo Pátria Livre garante que manifesto em Pará de Minas amanhã será bem organizado

06/09/2021

Há 0 comentários para essa notícia.

Highslide JS

O Brasil vai celebrar amanhã mais um ano de sua independência. Decretado simbolicamente em 1822, por Dom Pedro, o ato marcou a emancipação brasileira do Reino de Portugal e é considerado um dos principais acontecimentos do país.

Devido a essa relevância histórica, o 7 de setembro é lembrado em todos os estados através de comemorações de civis e militares com o objetivo de manter na memória do povo a importância do fato. 

Antes da pandemia a data era marcada por desfiles e eventos cívicos nos municípios. Mas neste ano as expectativas se voltam para as manifestações que serão realizadas em favor e também contrárias ao governo Bolsonaro. 

Milhares de pessoas devem ir às ruas num momento em que o país convive com a ameaça da variante Delta e ainda luta contra uma inflação elevada e os reajustes expressivos em itens básicos, caso da conta de luz e dos combustíveis.

Em Pará de Minas também estão sendo anunciadas algumas manifestações para amanhã, com carreatas e atos públicos na Praça Frei Concórdio, em frente à Escola Fernando Otávio.

O prefeito Elias Diniz está ciente das mobilizações que ocorrerão e tem posicionamento favorável à realização delas, desde que sejam pacíficas e com objetivos sociais. Para Elias, as mobilizações representam um direito do brasileiro de pedir mudanças em situações incômodas: 

O prefeito pediu, no entanto, que as manifestações favoráveis ou contrárias ao governo aconteçam com o máximo de respeito aos protocolos sanitários de prevenção à disseminação do coronavírus. A preocupação dele é com a ameaça da variante Delta.

Perguntado se irá participar de algum movimento, Elias disse que não. Ele só confirmou presença no ato cívico que será realizado pela Prefeitura na parte da manhã. 
Já o grupo Pátria Livre, responsável pela organização das manifestações previstas para a Praça Frei Concórdio, a partir das 15h, assegura que uma das preocupações é o protocolo sanitário. A professora Ana Alves, uma das coordenadoras do movimento, falou conosco:

Os paraminenses Natanael da Silva, o Léo Pintor, e Daniel Chaid também reconhecem as manifestações como válidas, mas defendem que o momento também seja de união da nação em favor de melhores condições de vida. 
Segundo eles, a classe mais pobre está sofrendo muito os efeitos da pandemia e das crises desencadeadas com a chegada do vírus e na esfera política:

E lembrando que hoje é ponto facultativo nas repartições públicas de Pará de Minas, a exceção dos serviços essenciais. Já a rede bancária e o comércio funcionam normalmente.

Foto Ilustrativa: JoeBam/pixabay.com




Veja também



 1 2 3 4 5 6 7 8 9 Fim




Seja o primeiro a comentar

RECEBA NOVIDADES

Cadastre-se e Receba no seu email as últimas novidades do mundo contábil.

Siga-nos

© Copyright - 2018 - Todos os direitos reservados - Atualizações Rádio Santa Cruz FM. Desenvolvido por:Agência Treis